Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Artigo

Salvador: áreas verdes não são prioridades nem para o governo estadual, nem para o municipal

Engenheiro agrônomo e paisagista Aléx Sá Gomes fala sobre a falta de política de defesa dos recursos naturais de Salvador

Foto | Valter Pontes/Secom

Por Alex Sá Gomes* – Especial para o Bahia Social Vip

Estará na pauta da próxima eleição municipal a sustentabilidade e defesa do meio ambiente, principalmente depois da tragédia que aconteceu no Rio Grande do Sul. Contudo, os dois grandes grupos políticos que comandam o Estado da Bahia e a Prefeitura de Salvador, há anos, são omissos e estão longe de possuir uma política de defesa dos nossos recursos naturais.

Nos últimos anos, Salvador passou por uma grande transformação urbanística, com novas vias de acesso, viadutos e sistemas viários que trouxeram uma melhoria significativa ao trânsito na Capital. Porém, nenhuma dessas melhorias levou em conta a preservação das nossas áreas verdes.

A cidade perdeu, em muitas das suas avenidas de vale, a sua beleza natural. Pior do que isso é a liberação, por parte da prefeitura, de alvarás para construção de edifícios que vão comprometer as nossas praias ou a destruição de encostas, para construção de supermercados e obras vinculadas a aliados políticos – como vimos recentemente na avenida ACM, próximo ao bairro Cidade Jardim.

Por outro lado, parques como o Metropolitano e a Lagoa do Abaeté, parecem esquecidos pelo governo do Estado. Recentemente, a prefeitura inaugurou uma praça em Alphaville 1, onde não havia uma única árvore!

A reforma da Praça Castro Alves, e de toda área no entorno do Mercado Modelo, também, não contempla qualquer preocupação com o conforto térmico, numa cidade onde as temperaturas estão cada vez mais elevadas.

Projetos dessa natureza não cabem mais nos dias atuais. Vale ressaltar que sempre que falamos da falta de verde, em Salvador, estamos falando das áreas centrais e de maior visibilidade.

A situação da periferia é muito mais grave. A falta de planejamento aliado a ocupação irregular fez com que tivéssemos um imenso cinturão árido, sem preocupação alguma com as questões ambientais.

Como engenheiro Agrônomo, paisagista e idealizador da campanha #tafaltandoarvore fica o meu repúdio a este cenário e o meu desejo de que a pauta verde saia dos discursos eleitoreiros e venha ser uma realidade.

* engenheiro agrônomo e paisagista

ARTIGO – Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados. Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Bahia Social Vip.

Leia mais

Música

Com shows de Luiz Caldas, Negra Cor e Herbert Richard, o evento Black Tie celebra os 72 anos do hotel e os 18 da...

Música

O som do cantor Belo vai tomar conta do Armazém Convention. Considerado um dos principais nomes da música brasileira e ícone do pagode romântico,...

Beleza

A grande novidade na indústria da beleza é a chegada do blush em pó Soft Pinch ao Brasil, um produto que promete transformar a...

Gente

Lançamento bem-sucedido marca um capítulo importante na carreira da escritora

Moda

Estética western, elementos românticos, itens bicolores e transparência marcam o lançamento

Gente

Titulado “Tricô”, o livro traz poesias inéditas através dos versos que ressaltam sentimentos que permeiam a existência

Beleza

Em comemoração aos seus 40 anos de história, a M·A·C Cosmetics está trazendo de volta algumas das tonalidades de batons mais icônicas e queridas...