Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Crítica – Twisters

Longa chega aos cinemas nesta quinta-feira

Foto | Divulgação

Há 28 anos, chegava aos cinemas Twister, onde um ex-casal andava pelos Estados Unidos caçando tornados. Sim, a história é bem simplista e, apesar do sucesso de público, o longa não era lá grandes coisas – muito por culpa da dupla de protagonistas Helen Hunt e Bill Paxton, que se odiavam nos bastidores, chegando a ter que gravar separados algumas cenas e os vídeos que aparecem na atração temática na Disney.

Eis que Steven Spielberg, o produtor do original, decidiu produzir a sequência do longa que, cá para nós, não teria nenhuma razão para existir. Aliás, não é bem uma sequência, mas sim um novo filme de caçadores de tornados nos Estados Unidos. Porém, agora existem duas pessoas que fazem o filme ser divertido: os atores Daisy Edgar-Jones e Glen Powell.

Em Twisters, que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 11, a especialista em climatologia Kate Cooper (Daisy), é convocada por um antigo parceiro, Javi (Anthony Ramos), a voltar à ativa para utilizar uma tecnologia que seria capaz de estudar melhor os tornados. Meio à contragosto, ela decide ir e encontra os rivais, comandados por Tyler Owens (Glen Powell). O que seria uma antipatia entre eles, se torna uma admiração – óbvio -, e eles tentam juntos criar um artefato que desfaz os tornados antes de atingir a população.

Uma das boas novidades de Twisters é que é mais humano. Há uma maior preocupação com a população que tem suas vidas destruídas por conta dos tornados, assim como mostra que há empresários gananciosos que lucram com essa tragédia. Os protagonistas também são menos unidimensionais do que os do original.

E a dupla Daisy e Glen é uma maravilha. Os dois, ótimos atores, mostram uma química e interação perfeitos – algo que faltou à dupla Scarlett Johansson – ótima – e Channing Tatum – péssimo – em Como Vender a Lua. Os atuais queridinhos de Hollywood estão em ótima forma e são os responsáveis por nos fazer vibrar no longa, principalmente por contarem com bons coadjuvantes.

Com efeitos especiais fantásticos e o som maravilhoso, Twisters também é daqueles filmes para se assistir no cinema. Mas, quem tem labirintite, deve se preparar. O diretor Lee Isaac Chung capricha nos movimentos da câmera durante os tornados que pode causar enjoos em pessoas mais sensíveis – na verdade, até eu que não sinto nada fiquei meio zonzo depois de tanta câmera tremida.

Twisters é uma boa aventura que encanta pelo elenco e pelos efeitos especiais.

Leia mais

Moda

Na coleção Outono 24, a Saint Laurent revela a nova bolsa Niki Oversized, um item que encarna perfeitamente o espírito moderno e autêntico da...

Cinema

Longa chega aos cinemas em novembro

Negócios

Clientes ganham de uma a duas noites no Hotel Fasano

Gente

Cantora se une à 36ª edição da campanha, que acontece em 24 de agosto em todo o país

Gente

A advogada Ana Patrícia Dantas Leão reuniu apoiadores e colegas de profissão na última quinta-feira (4), em Salvador, para anunciar sua pré-candidatura à presidência...

Gente

A adaptação teatral de “Torto Arado” já tem sua Bibiana. Larissa Luz vai dar vida à personagem da obra, que terá direção de Elisio...

Música

Novo o álbum do cantor e compositor estará disponível em todas as plataformas digitais a partir de 19 de julho

Salvador

Em sua primeira visita ao Brasil, a jornalista Kristin Braswell escreveu para a conceituada revista “Travel + Leisure”, especializada em viagens há mais de 80...