Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Gastronomia

Urus Steakhouse comemora 2 anos em maio com menu e 5 vinhos espetaculares

Foto | Divulgação

Um menu de cinco tempos, assinado pelo chef Benoit Mathurin coroa a comemoração dos dois anos do Urus Steakhouse, e será servido durante três quarta-feiras no mês de maio, dia 15, 22 e 29 de maio. A carne é a estrela e brilha em preparos esmerados, escoltados por vinhos nobres e raros da adega do Urus. Um dos destaques é a epítome do vinho de sobremesa, o fabuloso Chateau D’Yquem, que finaliza o menu.

A casa se destaca por controlar todo o processo da carne – do pasto ao prato – único no segmento em São Paulo, introduzido no Mato Grosso há 14 anos e apresentado aos paulistanos há 2 anos, um dos projetos pioneiros em chamar a atenção dos clientes para os diferenciais de sabor e nutricionais da “Vaca Velha”. São carnes ancestrais de gado Auroque, originários de terroir brasileiro, alimentados com dieta balanceada que intensifica naturalmente os sabores e finaliza em uma maturação feita no restaurante de forma única, em uma câmara especial com protocolos trazidos dos EUA.

A entrada é o crudo de atum, marinada de maracujá e pancs, escoltada pelo champane Roger Coulon Heri Hodie Premiere Cru, NV. Na sequência, crocante de Wantan, Wagyu e maionese de aliche e caviar Beluga, acompanhado do vinho Bertrand Bachelet Santenay Blanc 2020. No ápice do Menu degustação estão as iguarias, no terceiro tempo, Medalhão de costela, molho de laranja-Bahia e mini cenouras caramelizadas, na companhia de Jean Luc Jamet Terraces Côte-Rotie 2017.

No quarto tempo, Tomahawk em fatia, retiradas do ancho, parte mais nobre das iguarias Urus, servido com tutano grelhado, molho Bordelaise, Gratin Dauphinois e folhas de mini romana, e engrandece com o Château Beau-Sejour Becot 1975. Para finalizar, Mi-cuit au chocolat e pistache, compota de frutas vermelhas, crocante de merengue com creme, com a elegância de um vinho de sobremesa único, como o Château D’Yquem.

Sobre os vinhos

Roger Coulon Heri Hodie Premiere Cru – É um champanhe de bolhas finas e delicadas, onde se misturam aromas de manga fresca, damascos secos e sutis notas de pastelaria de baunilha. Uma agradável tensão e aromas picantes envolvem o paladar. Blend de Pinot Meuniers (90%) provenientes de aldeias Premier Cru localizadas na Montaigne de Reims , entre 120 e 150 m de altitude, em declives moderados (entre 5 e 15°) voltados para leste.

Bertrand Bachelet Santenay Blanc 2020 – Bachelet Bertrand Santenay Blanc é feito a partir de 100 por cento de Chardonnay. Apresenta bela tonalidade dourada, um nariz fresco, ligeiramente tostado; no paladar, aromas de amêndoas e avelãs grelhadas, e à medida que envelhece, aromas de trufas. Combina muito bem com pratos cremosos, como risoto ou queijo duro como Comté ou Beaufort. É produzido no coração de Puligny-Montrachet, pela vinícola Pernot Belicard

Jean Luc Jamet Terraces Côte-Rotie 2017- Jean-Luc Jamet é um dos produtores mais icônicos de Côte-Rôtie e Côte du Rhône. O bouquet é ousado e estruturado, com um espectro de frutas vermelhas a escuras ancorado por um terroir rico em minearais, especialmennte o ferro. O paladar oferece ondas de frutas escuras, carne curada saborosa, especiarias e menta, no retrogosto. Aprecie com pratos robustos como o Medalhão de costela, que acompanha no jantar. 100% Syrah.
 

Château Beau-Sejour Becot 1975 – A família Bécot produz este grande vinho altamente avaliado: rico e vibrante, ele se torna mais refinado e complexo após alguns anos na garrafa. Oferece elegantes sabores frutados, combinados com delicadas notas minerais. No paladar, o Beau-Séjour Bécot combina aromas ricos e extravagantes com uma agradável acidez que equilibra este vinho. Um vinho para ser degustado amadurecido após 15 a 20 anos. Beau-Séjour Bécot é um excelente vinho de 19 hectares no planalto de calcário de Saint-Émilion. Faz parte da elite de Saint-Émilion.


Château D’Yquem – É o único reconhecido como Premier Cru Supérieur da região de Sauternes, Poucas garrafas são produziidas por ano e sob rigorosos critérios de safrs excepcionais. De cor amarelo ouro, com aromas de avelãs torradas, creme brûlée, baunilha, mel, geleia de laranja e pêssegos. No paladar apresenta peso, boa textura e pureza. Longo retrogosto, o que indica que pode ser mantido por muitos anos.

O menu completo, com os vinhos, custa R$ 2500, 00 por pessoa.

A prática visionária do Urus restaurante em priorizar o gado ancestral em processo a pasto não é um mero acaso, mas uma escolha deliberada para garantir a união da maciez e o sabor intensificado que apenas a carne de bovinos maduros pode oferecer. A sabedoria tradicional e a ciência se unem aqui para revelar que, contrariamente ao que muitos pensam, as vacas mais velhas fornecem cortes que são superiores em suculência e paladar e valores nutricionais.

Leia mais

Gente

Feita para sonhar. É assim a nova coleção Outono-Inverno da loja Classy, lançada em um badalado jantar nessa quarta-feira (8). A comemoração reuniu influencers,...

Gastronomia

Este ano a Chef Andréa Ribeiro resolveu homenagear as mães com uma sobremesa especial, que tocasse o lado doce de ser mãe, de forma...

Gente

Evento não apenas celebrou a excelência na arquitetura e na decoração, mas também reafirmou o compromisso do NDB em promover o desenvolvimento profissional e...

Beleza

A Burberry lançou a Eau de Parfum Burberry Goddess, uma fragrância feminina inspirada pela campanha estrelada por Emma Mackey. Esta criação celebra a feminilidade...

Viagem

Longe da agitação dos centros urbanos, resort oferece tranquilidade e bem-estar

Gastronomia

Festival gastronômico é responsável por impulsionar economia e turismo da capital baiana

Música

Artista lamentou ocorrido

Moda

A Tiffany & Co. inaugurou uma nova loja de dois andares e mais de 1.200 m² no Miami Design District, destacando o mais recente...