Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Negócios

Hotelaria de Salvador aponta aumento de 11,4% na receita média de abril em relação ao ano anterior

Foto | Márcio Filho /MTur

A rede hoteleira de Salvador registrou taxa de ocupação média de 54% em abril, valor semelhante ao do mesmo período de 2023, que foi de 54,06%. A diária média no mês foi de R$ 561,56, resultando em um RevPAR de R$ 303,23, que é o indicador que mede a geração de receita diária por quarto disponível. A receita média cresceu cerca de 11,4% em relação ao ano passado, mantendo a tendência de valorização das diárias, fato que vem ocorrendo ao longo dos últimos meses na rede hoteleira da cidade.

Neste mês de abril, em razão da dinamização do setor de eventos e congressos – fundamental para manter a atividade neste período de baixa temporada – a ocupação verificada nos dias de semana (54,14%) foi ligeiramente superior à dos finais de semana (53,62%). Pelo mesmo motivo, a ocupação média nos quatro Polos hoteleiros da cidade foi bastante semelhante: Barra Ondina (59,87%), Centro Histórico (49,85%), Pituba-Tancredo Neves (50,51%) e Itapuã- Stella Maris (57,52%).

O segundo trimestre do ano é o de menor demanda para o turismo na cidade, e historicamente abril, maio e junho têm as médias mais baixas de ocupação. Em 2024 abril teve ainda um calendário sem feriados prolongados, ao contrário do que ocorre normalmente no mês, trazendo maiores desafios para a atividade.

Comparando a ocupação hoteleira do primeiro quadrimestre deste ano (62,99%) com a do ano anterior (61,62%) é possível confirmar a tendência de gradual crescimento, muito embora esses resultados ainda não tenham atingido as médias observadas nos períodos pré pandemia, a exemplo do primeiro quadrimestre de 2018 (68,40%) ou 2019 (66,56%).

Segundo Wilson Spagnol, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Seção Bahia – ABIH-BA, “com o fim do verão e da alta estação, torna-se claro que a cidade depende do turismo corporativo e de uma agenda de grandes eventos e congressos capazes de trazer fluxo de viajantes, crucial para a manutenção da demanda na rede hoteleira ao longo dos próximos meses. A melhoria da malha aérea e ações de divulgação do destino se tornam todavia mais estratégicos nestes meses de grandes desafios”, afirma.

Os números do desempenho hoteleiro de Salvador aqui divulgados são frutos da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seções Bahia e Brasil. O levantamento é digital e os dados são fornecidos diariamente pelos hotéis ao Portal Cesta Competitiva. A média resultante constitui o indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem na capital baiana.

Leia mais

Música

Artista lamentou ocorrido

Moda

A Tiffany & Co. inaugurou uma nova loja de dois andares e mais de 1.200 m² no Miami Design District, destacando o mais recente...

Gastronomia

Festival gastronômico é responsável por impulsionar economia e turismo da capital baiana

Música

No evento exclusivo que agitará o Tivoli Ecoresort Praia do Forte no dia 7 de junho, às 22h, os hóspedes terão a oportunidade de celebrar a...

Música

Por motivos que fogem do controle de Ludmilla e sua equipe, a LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR está cancelada. A decisão foi tomada mediante...

Gastronomia

Assinado pelo chef Jadson Nunes, o menu do 705 aposta em dois pratos vegetarianos

Beleza

A Bioderma, marca francesa de dermocosméticos, lançou o Photoderm Antioleosidade FPS 70, desenvolvido para o clima brasileiro. O protetor solar tem efeito matte imediato,...

Streaming

É curioso como as vezes cineastas diferentes chegam em ideias similares num mesmo período de tempo. Esse ano, com semanas de diferença, tivemos dois...