Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Gastronomia

Malbec argentino é celebrado no Malbec World Day

Foto | Divulgação

Desde 2011, a cada 17 de abril, celebramos o Malbec World Day. Para a Argentina, e para a indústria global, é um evento no qual celebramos como o Malbec Argentino se tornou um dos protagonistas mais importantes de nossa vitivinicultura. Com a contribuição de winemakers e produtores argentinos, foi evoluindo constantemente até atingir hoje sua MELHOR versão: a Argentina está fazendo os melhores Malbecs da história.

Agora que a expressão e consistência na qualidade do Malbec são constantes, o olhar da indústria está voltado para o futuro, fazendo sua CONTRIBUIÇÃO POR UM MUNDO MELHOR. Porque não há um hoje sem pensar em um amanhã.

Os desafios estão centrados em criar as condições para que o Malbec continue expressando toda sua versatilidade e elegância sem sacrificar nada no caminho. Os produtores argentinos estão cada vez mais conscientes dos contextos, do dinamismo das mudanças e do valor e cuidado que os consumidores colocam na hora de escolher algo que não é apenas uma garrafa, mas sim uma decisão com implicações para o bem-estar, a saúde e o meio ambiente que vão além do Malbec.

O mundo mudou. Isto nos obriga a propor novos valores, reformar velhas estruturas e explorar novas formas de pensar e sentir. Existe um forte compromisso da vitivinicultura argentina com o conceito de sustentabilidade: preservar o entorno, gerar um impacto positivo no meio ambiente, nas sociedades e economias. E são muitas as vinícolas de nosso país que já estão agindo nesse sentido por meio da redução da pegada hídrica, políticas de carbono neutro, melhor gestão de resíduos e da energia, economia circular, redução do peso das garrafas, e tudo graças ao
Malbec.

É por tudo isto que podemos dizer com orgulho: Malbec Argentino “BETTER FOR THE WORLD” (melhor para o mundo), visando construir um futuro onde o ambiente, a sociedade, a cultura e a produção coexistam em harmonia e equilíbrio. Este é o caminho para, ano após ano, continuar produzindo o melhor Malbec Argentino.

Malbec World Day

O Malbec World Day (MWD) é uma iniciativa global criada pela Wines of
Argentina que busca posicionar o #MalbecArgentino no mundo e celebrar o
êxito da indústria vitivinícola nacional.

Celebrado pela primeira vez em 17 de abril de 2011, o MWD conseguiu se posicionar como um acontecimento histórico na promoção do #VinoArgentino a nível mundial e hoje faz parte do calendário de festejos de alcance internacional.

Esta celebração conta com o apoio do Ministério das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Nação e da Corporação Vitivinícola Argentina (COVIAR), ao estar no marco do Plano Estratégico Vitivinícola Argentina 2030.

A cada mês de abril a Wines of Argentina renova o compromisso de colocar o Malbec no centro de um brinde mundial, organizando uma série de ações nos principais mercados de exportação, às que se somam eventos coordenados pelas representações argentinas no exterior e inúmeras iniciativas independentes. A grande repercussão alcançada pela campanha MWD ao longo do tempo levou esta experiência a se replicar também dentro da Argentina junto a Governos Provinciais e entidades locais.

Porque dia 17 de abril?

A origem do Malbec principia no sudoeste da França. Esta cepa era ali cultivada e com ela se elaboravam vinhos denominados “de Cahors”, devido ao nome da região, reconhecidos desde os tempos do Império Romano. Estes vinhos se consolidaram na Idade Média e acabaram de se fortalecer na modernidade.

A conquista do mercado inglês foi um passo decisivo para a valoração desta variedade na Inglaterra e no mundo. No final do século XIX, a praga de filoxera destruiu a viticultura francesa, deixando o “Côt” no esquecimento, porém, a cultura de apreciação do Malbec já havia sido construída. Sobre essa base se desenvolveu tempo depois o #MalbecArgentino.

Esta cepa chegou ao nosso país em 1853 pela mão do francês Michel Aimé Pouget (1821-1875), agrônomo contratado pelo jornalista, político e estadista Domingo Faustino Sarmiento para levar adiante a direção da Quinta Agronômica de Mendoza.

Seguindo o modelo da França, esta iniciativa propunha incorporar novas variedades de cepas como forma de melhorar a indústria vitivinícola nacional. Em 17 de abril de 1853, com o apoio do governador de Mendoza, Pedro Pascual Segura, o projeto foi apresentado perante a Legislatura Provincial visando fundar uma Quinta Normal e uma Escola de Agricultura. Este projeto foi aprovado com força de Lei pela Câmara de Representantes, em 6 de setembro desse mesmo ano.

No final do século XIX, e pela mão dos imigrantes italianos e franceses, a vitivinicultura cresceu exponencialmente e, com ela, o Malbec, que rapidamente se adaptou aos diversos terroirs que nossa geografia argentina propunha e onde, inclusive, se desenvolveu melhor do que em sua região de origem. Desta forma, com o passar do tempo, e com muito trabalho, aflorou como uva insigne de nosso país.

Leia mais

Música

Artista lamentou ocorrido

Moda

A Tiffany & Co. inaugurou uma nova loja de dois andares e mais de 1.200 m² no Miami Design District, destacando o mais recente...

Gastronomia

Festival gastronômico é responsável por impulsionar economia e turismo da capital baiana

Música

No evento exclusivo que agitará o Tivoli Ecoresort Praia do Forte no dia 7 de junho, às 22h, os hóspedes terão a oportunidade de celebrar a...

Música

Por motivos que fogem do controle de Ludmilla e sua equipe, a LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR está cancelada. A decisão foi tomada mediante...

Gastronomia

Assinado pelo chef Jadson Nunes, o menu do 705 aposta em dois pratos vegetarianos

Beleza

A Bioderma, marca francesa de dermocosméticos, lançou o Photoderm Antioleosidade FPS 70, desenvolvido para o clima brasileiro. O protetor solar tem efeito matte imediato,...

Streaming

É curioso como as vezes cineastas diferentes chegam em ideias similares num mesmo período de tempo. Esse ano, com semanas de diferença, tivemos dois...