Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Saúde

Risco de morte por dengue é 8 vezes maior em idosos; veja cuidados que devem ser adotados

Na Bahia, os idosos formam o grupo que recebe alerta para os cuidados especiais necessários para se protegerem contra a dengue, conforme dados divulgados pelas autoridades de saúde. De acordo com a Secretaria de Saúde do estado (Sesab), até 18 de fevereiro de 2024, foram notificados 8.674 casos prováveis da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. 

Um levantamento realizado confirma que a faixa etária de maior risco para complicações da doença é a formada por idosos. De acordo com os dados divulgados, a taxa de letalidade da dengue no período, ainda que seja considerada baixa de forma geral, foi oito vezes maior entre os idosos do que entre aqueles com idade abaixo dos 60 anos. De acordo o Sistema de Notificação de Agravos e Notificações (Sinan), entre o mês de janeiro até 6 fevereiro de 2024, a Bahia teve 4068 casos notificados de dengue. 

Ainda segundo um estudo epidemiológico, os idosos estão cada vez mais suscetíveis à dengue. As autoridades de saúde estão reforçando a importância de medidas preventivas e cuidados específicos para proteger os idosos contra a doença, que pode causar complicações graves nesse grupo de risco.

Entre 2014 e 2024, foram registrados 3.211 óbitos entre pessoas de zero a 59 anos. Já entre os idosos, o número de total de mortos chegou a 3.299. A letalidade, portanto, foi de 0.03% no primeiro grupo e 0.27% no segundo grupo. O risco aumenta ainda mais conforme a idade avança. Entre os pacientes com 80 anos ou mais, o coeficiente letalidade chega a 1,03%.

A fragilidade imunológica dos idosos os torna mais propensos a desenvolver formas graves de dengue e enfrentar complicações decorrentes da doença. “Diante desse cenário preocupante, especialistas destacam a necessidade de atenção redobrada e cuidados especiais para garantir a saúde e o bem-estar dos idosos durante o período de alta incidência da doença na região”, destaca Angelina Oliveira, enfermeira da Ammo Enfermagem, empresa especializada em serviços de cuidadores e de enfermagem.

É fundamental que pessoas com idade avançada estejam atentas aos sintomas da dengue, como febre alta, dor de cabeça, dores musculares e manchas vermelhas pelo corpo, além de protegerem os espaços residenciais com telas mosquiteiras e eliminação de criadouros do mosquito transmissor. “Medidas preventivas para idosos que precisam de assistência específicas de um cuidador são fundamentais para evitar a infecção, como o uso adequado de medicamentos e repelentes e assistência médica ágil em casos de qualquer sinal da doença”, ressalta Angelina Oliveira.

Leia mais

Música

Artista lamentou ocorrido

Gastronomia

Festival gastronômico é responsável por impulsionar economia e turismo da capital baiana

Moda

A Tiffany & Co. inaugurou uma nova loja de dois andares e mais de 1.200 m² no Miami Design District, destacando o mais recente...

Música

No evento exclusivo que agitará o Tivoli Ecoresort Praia do Forte no dia 7 de junho, às 22h, os hóspedes terão a oportunidade de celebrar a...

Música

Por motivos que fogem do controle de Ludmilla e sua equipe, a LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR está cancelada. A decisão foi tomada mediante...

Gastronomia

Assinado pelo chef Jadson Nunes, o menu do 705 aposta em dois pratos vegetarianos

Beleza

A Bioderma, marca francesa de dermocosméticos, lançou o Photoderm Antioleosidade FPS 70, desenvolvido para o clima brasileiro. O protetor solar tem efeito matte imediato,...

Streaming

É curioso como as vezes cineastas diferentes chegam em ideias similares num mesmo período de tempo. Esse ano, com semanas de diferença, tivemos dois...