Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Gastronomia

Mistura aposta na tradição do bacalhau e do cordeiro em menu de Páscoa à quatro mãos

Menu completo fica disponível até domingo

Fotos | Divulgação

Este ano, o Menu da Páscoa do Mistura Contorno e do Mistura Itapuã ganhou mais um reforço da Itália com a vinda do Chef Simone Sacconi, da cidade La Cacciatora, para  trabalhar com a Chef Andréa Ribeiro como subchef. Eles elaboraram um cardápio pascoal, assinado a quatro mãos, revisitando pratos clássicos da Semana Santa com uma proposta mais contemporânea e autoral.

O menu completo, válido até domingo (31), oferece duas opções de entrada, prato principal e sobremesa para o cliente escolher uma versão de cada etapa, com o valor fixo de R$ 220,00, e com sugestões à parte de harmonização de vinhos.

Para entrada, “Polvo à Luciana com polenta grelhada e alga nori” ou “Lula na brasa com creme de batata ao limão e cebola roxa”. Como prato principal, “Bacalhau à portuguesa na brasa com batatas, cebolas, azeitonas pretas e azeite E.V.” ou “Variação de cordeiro com guioza, mandioquinha trufada, funghi eryngui, aspargos e endívia brasada”.

Finalizando com duas sugestões de dolce, “Pêra ao zaferano com mel de cacau e sorvete de gorgonzola” ou “Terrine de chocolate com calda de vinho do porto, uva e amêndoa caramelizada”. 

“Nossa inspiração foi buscar a essência dos produtos da época pascoalina. Nas entradas, trabalhamos com polvo e polenta grelhada e lula na brasa com creme de batata ao limão. Para quem não come carne vermelha, trouxemos o clássico bacalhau, bem simples, mas muito autêntico, assado no forno à brasa, com poucos ingredientes, destacando os sabores e aromas de cada um, para os clientes se deliciarem com uma proposta original. Já o cordeiro, tradição em outros países, foi preparado com diferentes modos de cocção. Do pernil, à costela e aos interiores, transformados em um delicioso sarapatel para rechear a guioza, regados com a própria redução do cordeiro. Ficou incrível”, declara Andréa Ribeiro.

Simone Sacconi comenta que a ideia foi trabalhar uma variação da Itália e do Brasil. O bacalhau cozido a altas temperaturas, e o cordeiro valorizado por inteiro, à baixa temperatura. “Utilizamos diferentes técnicas de cozimento. A paleta foi preparada como um tipo de ensopado com uma receita italiana típica da minha cidade, que deixa a carne bem macia, grelhada e rosada por dentro, com azeitonas, vinagre e tomate, depois glaçada na manteiga com alho, alecrim e uma salsa com redução do próprio cordeiro, sem nenhuma farinha. A costela foi recheada com folha de couve e o umami prolongado no paladar com três tipos de cogumelo. Como acompanhamento, a tradicional mandioquinha da Bahia, trufada, com endívia assada, até ficar crocante. O bacalhau será servido na mesma travessa de ferro levada ao forno”, explica. 

Para fechar o menu, os chefs apresentam duas novas sobremesas: terrine de chocolate com uma brincadeira de uvas cristalizadas e amêndoas caramelizadas e a combinação perfeita da pêra com o queijo gorgonzola.

“Essa parceria com Simone funcionou muito bem, ele tem bastante conhecimento, teve restaurante na Itália e tem uma boa escuta sobre o que a cozinha dos restaurantes Mistura se propõem a entregar para os clientes”, diz a Chef Andréa, que deseja que essa Páscoa traga a paz que todo o planeta precisa.

Alquimia perfeita

A escolha do sommelier do Mistura para harmonizar as entradas é o Prosecco Gocce di Luna, conhecido por sua leveza e efervescência. Sua acidez refrescante e notas cítricas contrastam com a textura macia do polvo e realçam os sabores marinhos e a alga nori, assim como a crocância da polenta grelhada.

Uma harmonização elegante e equilibrada, que também funciona muito bem com a lula na brasa, enquanto suas notas frutadas e florais complementam o sabor defumado e a suavidade do prato, destacando a combinação do creme de batata ao limão com a cebola roxa.

Para valorizar a experiência gastronômica do bacalhau, o escolhido foi o Cartuxa Colheita Branco, pois o prato tem uma mistura de sabores intensos, que poderão ser degustados com uma acidez moderada e gosto frutado. Refrescante, o vinho promove o contraste ideal à textura do prato, balanceando a riqueza de sabores, deixando o palato limpo para a experiência seguinte.

A harmonização da variação de Cordeiro é sugerida com o vinho Felino Malbec, considerando a complexidade dos sabores e texturas do prato e as características do tanino suave, com aromas frutados e corpo médio a encorpado.

Por fim, os dolces. Vinho do Porto Taylor’s Fine Ruby para o rico e cremoso sabor do chocolate da terrine e o corpo aveludado do vinho do Porto Tawny para a pêra ao zaferano, complementando toda a doçura e complexidade do mel e das frutas secas e nozes, cortadas pelas untuosidade do sorvete de gorgonzola.

Leia mais

Cinema

Longa é uma obra-prima e ainda tem a presença marcante do baiano Wagner Moura

Gente

A renomada cientista baiana Dra. Jaqueline Goes, reconhecida por coordenar a equipe que sequenciou o genoma da COVID em tempo recorde, participou hoje, 15,...

Perfil

Conheça a trajetória dessa baiana de sucesso

Gastronomia

Novidades são versões inéditas do sabor do momento e ficarão por tempo limitado no cardápio

Gastronomia

Granja União Merlot Rosé ganha rótulo especial para brindar a nova estação

Gente

Em clima de festa, o engenheiro agrônomo e paisagista Alex Sá Gomes celebrará seu 61º aniversário em grande estilo, reunindo seus amigos e familiares em São Paulo. Com a...

Música

A cidade de Salvador se prepara para receber a estreia da edição baiana da turnê “Jorge & Mateus Único”. O evento está agendado para...

Gente

Parada obrigatória no roteiro gastronômico de Salvador, o Cafélier completou 30 anos de atividade neste domingo (14). O empresário Paulo Vaz recebeu amigos e...