Connect with us

Olá, o que você está procurando?

Gastronomia

Salvador recebe degustação de vinhos da Itália

Evento para sommeliers e compradores de vinhos de hotéis, restaurantes e adegas será realizado no Hotel Fasano com presença do sommelier Manoel Beato

Foto | Divulgação

Berço de gênios, filósofos e poetas, a Itália também é terra de grandes vinhos! Alguns deles vão desembarcar em Salvador para a masterclass ‘Diversidade da Produção Vitivinícola Italiana’, promovida pela Italian Trade Agency – ITA.

A degustação, com a apresentação de 12 rótulos especialmente escolhidos para a ocasião, será realizada no dia 14 de novembro, no Hotel Fasano Salvador, e será conduzida pelo premiado sommelier Manoel Beato, responsável pelas cartas de vinhos dos 18 restaurantes do grupo Fasano.

O evento é exclusivo para um seletíssimo grupo de sommeliers e compradores de vinhos de hotéis, restaurantes e adegas, que terão contato com as mais recentes novidades da produção de vinhos da Itália, levando estes destaques às taças dos apreciadores da capital baiana.

“A Italian Trade Agency vem promovendo ações em cidades fora do eixo tradicional São Paulo-Rio de Janeiro, com o objetivo de ampliar a oferta e a presença dos vinhos italianos em todas as regiões do Brasil. A escolha de Salvador para esta degustação reforça a importante participação da Bahia no mercado consumidor brasileiro”, resume Ferdinando Fiore, diretor do escritório brasileiro da ITA.

A masterclass ‘Diversidade da Produção Vitivinícola Italiana’ integra as atividades da VIII Edição da Semana da Cozinha Italiana no Mundo, programa de ações que conta com o patrocínio do Ministério Italiano das Relações Exteriores e que é realizado simultaneamente em diversas cidades do mundo por meio de toda a rede diplomática italiana, com a finalidade de evidenciar as qualidades da produção enogastronômica do país, cuja relevância é destacada pela candidatura da culinária italiana a Patrimônio Universal e Imaterial da Unesco.

Segundo dados da Italian Trade Agency, o Brasil é o quarto maior mercado dos italianos nas Américas, depois de Estados Unidos, Canadá e México. Em 2022, adquiriu 10,2 milhões de litros, de um total de quase 1,8 bilhões de litros exportados pelos italianos em todo o mundo.

Para os brasileiros, a Itália é o quarto maior fornecedor, com uma quota de 7%, atrás de Chile, Argentina e Portugal. Em valores, são quase 37 milhões de dólares adquiridos pelos brasileiros, ou cerca de 8% do total importado.

As ações realizadas até o momento em 2023 colaboraram para o aumento das importações de vinhos italianos realizadas pelo Brasil, passando de USD 23,5 milhões para USD 24,6 milhões, o que representa um incremento de 4,4%.

A expansão é acompanhada por um aumento de 14,3% no custo médio dos vinhos adquiridos pelos brasileiros na Itália, de USD 3,43/litro para USD 3,92/litro, confirmando seu gradual amadurecimento e maior interesse por produtos de maior valor agregado.

Principal produtor mundial de vinho

A Itália é o principal produtor mundial de vinho: segundo dados da OIV – International Organization of Vine and Wine, com uma superfície cultivada de 718 mil hectares e um patrimônio catalogado de 635 variedades de uvas (o dobro dos franceses), a produção italiana de vinhos em 2022 foi de 50,3 milhões de hectolitros, valor equivalente a aproximadamente 24% do total mundial e cerca de 6 milhões de hectolitros acima da produção da França, segunda colocada, e 17 milhões de hectolitros além do registrado na Espanha, terceira no ranking. No confronto com Portugal, seu principal concorrente no mercado brasileiro entre os países europeus, a produção italiana é quase 8 vezes superior.

Qualidade para os italianos, aliás, é um predicado garantido na origem: segundo a Confederação Nacional CONDIRETTI, 70% da produção italiana é de vinhos DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida), DOC (Denominação de Origem Controlada) e IGT (Indicação Geográfica Tutelada), com 76 vinhos DOCG, 332 DOC e 118 IGT, perfazendo 526 variedades de um total reconhecido de 1.632 em todo o mundo.

Os vinhos brancos representam 58% do total e os tintos, alguns dos quais muito apreciados no Brasil e no mundo, são 42%. Um verdadeiro patrimônio cultural, histórico e econômico, cujos primeiros registros na Itália surgem na Sicília, há 6.100 anos, e que atualmente emprega mais de 1,3 milhões de pessoas, dos vinhedos às atividades nas vinícolas.

Leia mais

Gente

Evento norte-americano de cirurgia robótica será realizado de 22 a 24 de fevereiro

Cinema

Em crise financeira, Enzo Ferrari (Adam Driver) passa por dificuldades também na vida pessoal, tendo perdido recentemente o filho com Laura (Penélope Cruz). Mas...

Gastronomia

Speakeasy em Salvador concorre a Cocktail Maestros, de Havana Club

Música

Para quem já está com saudade da folia, o Carnavalito 2024 vai trazer uma grande novidade. A quarta edição do evento, que agita a...

Gastronomia

Uma das mais tradicionais vinícolas italianas, Beni di Batasiolo, apresenta suas joias enológicas ao Brasil. Fundada em 1978, ela traz maestria na produção de...

Viagem

Tivoli Ecoresort Praia do Forte eleva o conceito de hospedagem com suas exclusivas Pool Villas em uma jornada única em meio à natureza e...

Moda

Manifestar. Muito além do que se vê, a Colcci veio para expressar ideias, explorar detalhes e inspirar tendências. E nesta nova coleção de outono...

Moda

A PUMA e CHEETOS lançam no Brasil o Scoot Zeros x CHEETOS, um tênis especial criado para o novato da NBA Scoot Henderson, como...