Conecte com a gente

Gastronomia

Chefs Katrin e Dante Bassi homenageiam feiras orgânicas no Manga

Publicado

em

Um projeto, que envolve amor, ousadia, dedicação e empenho em estudos. Assim é o Manga, restaurante de alta gastronomia, comandado pelo casal de chefs Katrin e Dante Bassi (ela alemã e ele baiano), que se conheceram quando trabalhavam no D.O.M, de Alex Atala, em São Paulo. O empreendimento, localizado no coração do Rio Vermelho, trouxe uma nova proposta gastronômica para o público da capital baiana.

A casa oferece uma experiência sensorial aos seus clientes, tendo como sugestão principal o menu degustação compartilhado – que é surpresa, temporário e adaptado aos gostos e restrições de cada comensal. O menu conta com sete etapas e mais de 25 pratos, refletindo as experiências do casal em restaurantes de renome como o Daniel (Nova York), Schauenstein Schloss (Suiça), e o D.O.M (SP).

Petit Fouar – Fotos: Leonardo Freire

A cozinha do Manga usufrui do que há de melhor em se tratando de produtos, sejam locais, nacionais ou importados propondo um encontro entre técnicas contemporâneas, respeito aos alimentos e liberdade de criação. Para um público que gosta de comer bem e sem preconceitos, num ambiente aconchegante, casual e descontraído onde a comida é levada muito a sério.

No Menu de Setembro, a casa faz uma homenagem às feiras orgânicas de Salvador. Para a Primeira Etapa – o Couvert, onde um pequeno piquenique, focado nos vegetais, é servido na mesa. Dentre os pratos: Mil-folhas de nabo com abacate, nori, wasabi e vandouvan; Tomate cereja semi-desidratado, recheado com caldo de alho negro; Mini salada de beterraba, maçã verde, queijo de cabra e noz, servida dentro da beterraba; pancetta curada na casa, que vem acompanhada de picles de cúrcuma e bagel de curry; Pequeno refresco servido na cenoura com gengibre, capim santo, raiz forte, zimbro e gin.

“Torta” de repolhos e aves

Na Segunda Etapa: peixe defumado na casa com creme fraiche, endro e cebola servido entre dois biscoitos de cebola caramelizada; fettuccine de alho poró com bottarga e ova de salmão; salada de caranguejo (aratu e maçã verde). Na Terceira: “Torta” de repolhos e aves; Como Prato principal: Bife de Cowboy grelhado e costela de boi no bafo com purê de pimentão, andu e farofa de erva; bucho bravo; língua defumada e gelatina de caldo de carne, torrada e especiarias.

Como Pré-sobremesa (Quinta Etapa): Doce em formato de mangostão com Sorbet de mangostão no centro, caldo de baunilha e mousse de água de rosa; De Sobremesa (Sexta Etapa): sorbet de goiaba branca e rosa com mousse de queijo de cabra, e caldo de morango. E para finalizar, a Sétima Etapa, a do Pétit-Four “digestif” com tartelette com caramelo de cointreau e laranja; canele com chantilly; ravióli de sapoti com maçã e amarula; bala com liquor de café e cereja; taco de cacau com mousse de whisky; banana da terra e avelã.

O restaurante também oferece opções vegana e vegetariana.

PRATO DA ETAPA PRINCIPAL: Bife de Cowboy grelhado e costela de boi no bafo com purê de pimentão, andu e farofa de ervas

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Restaurante Amado sedia curso de vinhos de Londres

Publicado

em

Salvador recebe, neste sábado, o curso WSET1, Wine & Spirits Education Trust, que acontece no restaurante Amado, bairro Comércio, das 9h às 18h, diretamente de Londres e ministrado pela The Wine School. A Qualificação em Vinhos WSET Nível 1 irá preparar o aluno para aprimorar as suas habilidades e competências para degustação de vinho e harmonização com alimentos, assim como para a venda e serviço de vinho. As inscrições são feitas exclusivamente clicando aqui.

Segundo dados da Euromonitor, que levantaram as vendas no varejo e em serviços de alimentação no passado, para 2019, a previsão é de que consumo de vinho chegue aos 400,1 milhões de litros no Brasil. Para Otavio Moraes, CEO da The Wine School, o propósito da The Wine School possui como desafio, participar diretamente do aumento desse consumo.

“A The Wine School irá ampliar a disseminação do mercado de vinhos e bebidas, através de conhecimento e networking entre público e o que tem sido produzido no mundo todo, com os maiores profissionais do ramo e em todas as linhas de atuação. É uma confraria de amigos com algo em comum: a paixão pelos vinhos e Salvador recebe curso direto de Londres pela enogastronomia. Aqui o cliente será muito mais que um aluno, e sim, um confrade que também viverá muitos encontros e celebrações”, destaca.

Para Flávio Bandeira, gerente do Amado, a parceria não poderia vir em momento mais exitoso. “É uma honra podermos sediar esse curso que traz conceitos e chancelas internacionais, para o Restaurante Amado. Essa ação irá proporcionar ao público baiano uma experiência, de forma primorosa, ao universo dos vinhos. Estamos certos de que será o primeiro de muitos que virão”.

Continue Lendo

Gastronomia

Ex-Masterchef Nivea Rigaud assina almoço no PeritusBar

Publicado

em

Dia de descanso, lazer e distração, pelo menos para maior parte das pessoas, o domingo continua sendo perfeito para reunir a família ou os amigos e provar delícias culinárias. Os baianos adoram se reunir em volta de uma mesa para conversar e, de preferência, sem se preocupar com as ‘panelas no fogo’. Por isso, pode cair muito bem, nessas ocasiões, propor um bom restaurante para o almoço.

A partir do dia 29 de setembro os soteropolitanos poderão levar a família e amigos para almoçar aos domingos e passar um dia agradável no Peritus Bar (Pituba), na inauguração do buffet dominical, com o cardápio assinado pela chef Nivea Rigaud, que retornou a Salvador para preparar e coordenar os pratos que serão servidos no Peritus bar aos domingos.

No menu serão servidos pratos típicos da comida mineira, com o toque da culinária baiana. Como uma boa Rabada (com pirão), o Tutú a Mineira (com bisteca), o Feijão Tropeiro (um clássico) e a grande aposta da chef Nivea, que é a Galinhada Caipira.

“O preparo da galinhada caipira é uma verdadeira coreografia feita principalmente para os adeptos do slow food. São três dias de preparo, vale muito apena, porque a concentração de sabores é incrível! A partir dos ossos, do dorso, uma bela marinada, cozinhamos lentamente ate que a carne firme da galinha caipira se solte dos ossos e por fim cozinhamos o arroz com esse caldo concentrado e finalizamos com quiabo e abóbora cabotiá, hum… Vale muita a pena!” garante a chef baiana e também criadora dos cardápios de petiscos do Perítus Bar, Nivea Rigaud.

A criação do cardápio do Peritus surgiu a partir do briefing que foi enviado por Leonardo Prates (mineiro e proprietário do estabelecimento) à Baiana de Salvador, graduada em propaganda e marketing e autodidata na gastronomia, a chef Nivea Rigaud.

“A ideia inicial sempre foi unir as culturas de Minas e Bahia trazendo as raízes das duas regiões através de petiscos com toque sofisticado” ainda segundo Nivea “A ideia é abraçar o cliente oferecendo uma apresentação tão afetiva quanto a comida. Aos soteropolitanos e visitantes da cidade eu diria: Vá ao Peritus e receba esse carinho!”.

Nivea Rigaud descobriu a sua paixão pela cozinha em 2010 quando morou na Alemanha e passou a cozinhar para grupos de amigos. Ao retornar ao Brasil em 2012 foi morar em São Paulo e em 2015 uma das amigas a inscreveu no programa “Masterchef Brasil ll” onde foi chamada e iniciou em uma seleção de 300 mil pessoas e chegou aos 30 finalistas.

Trabalhou em algumas cozinhas entre elas a do hotel 5 estrelas Grand Mercure no Rio de Janeiro no período das Olimpíadas, atendendo a delegações de diversos países, sendo responsável pelo Garde Manger. Atualmente realiza eventos sociais e corporativos, presta assessoria em eventos, consultoria alimentar a restaurantes, ministra workshops e é participante do programa Santa Receita da TV Aparecida (SP).

Continue Lendo

Gastronomia

Dogma lança cerveja inspirada em suco havaiano de maracujá, goiaba e laranja

Publicado

em

A cervejaria Dogma resolveu buscar inspiração no Havaí para lançar sua nova cerveja, a Huaka´I Po.

A bebida pertence ao estilo Sour (cervejas que costumam ter acidez provenientes de bactérias lácticas, acéticas ou outros microrganismos), e leva quantidades absurdas de frutas inspiradas no POG, um suco havaiano que leva maracujá, goiaba e laranja.

Para quem é fã de cervejas com teor alcoólico baixo, a Huaka´I Po é uma ótima opção, já que possui apenas 2%.

Continue Lendo

Mais lidas