Conecte com a gente

Saúde

Vanessa Castro esclarece sobre cirurgia ortognática

Publicado

em

Existem alguns indivíduos que além de apresentar alterações no posicionamento e alinhamento dos dentes, também apresentam problemas estruturais do crescimento dos ossos da face e por isto, muitas vezes, o tratamento com aparelho ortodôntico não é eficaz para solucionar problemas de mastigação, fonação, respiração e oclusão.

Existem alterações genéticas que levam a uma alteração no posicionamento dos ossos da face, gerando problemas funcionais importantes, como respiração bucal, má-oclusões severas e que podem necessitar da cirurgia ortognática para sua correção. Esta intervenção acaba gerando receio em algumas pessoas que tem indicação de realizar, por ser uma cirurgia hospitalar, sob anestesia geral.

Mas é importante comentar que as técnicas atuais promovem um pós-operatório mais confortável ao paciente, resultando na melhora da estética facial e nas funções mastigatórias e respiratórias. A cirurgiã BucoMaxilo, Dra. Vanessa Castro, com 25 anos de experiência em cirurgia ortognática, esclarece alguns pontos aqui. Confira:

O que é a Cirurgia ortognática?

Cirurgia ortognática é aquela indicada para correção de deformidades dentofaciais congênitas de magnitude moderada e severa, onde não existe equilíbrio funcional, ou seja, correção do posicionamento dos maxilares na face, objetivando uma adequada proporção das arcadas dentárias, restabelecendo a função respiratória, mastigatória e alcançando uma boa harmonia facial.

Quais são os benefícios desse processo?

A indicação tem caráter funcional, a fim de equilibrar as funções respiratórias, mastigatórias e fonatórias do indivíduo, melhorando sua qualidade funcional de vida e deixando suas proporções faciais mais harmoniosas.

Quem é o profissional que normalmente realiza a cirurgia ortognática?

A cirurgia é realizada pelo cirurgião bucomaxilofacial, graduado em Odontologia.

Para quem está indicada a cirurgia? A partir de qual idade

Não existe idade para realizar o procedimento, mas normalmente, a partir do final do crescimento ósseo, por volta de 15 a 16 anos, a cirurgia já estaria indicada.

Como é realizado o procedimento cirúrgico? E o pós-operatório?

O procedimento é realizado em ambiente hospitalar, sob anestesia geral, com duração média de 3 a 6 horas e o pós-operatório é lento e progressivo, o paciente retorna às suas atividades normalmente em 3 a 4 semanas, havendo acomodação das estruturas de tecido mole até 12 meses. O paciente inicia o tratamento geralmente com a ortodontia, posicionando os dentes centralizados em suas bases ósseas, e o planejamento deve ser realizado sempre em conjunto entre o cirurgião e o ortodontista, para o melhor resultado do tratamento.

Como é realizada a sequência do tratamento?

O paciente que apresenta desconforto para mastigar ou respirar, ronco, dores em face, deve procurar um profissional e avaliar como estão suas funções e relação com a genética dos maxilares, a fim de equilibrar a parte funcional e estética, melhorando seu padrão funcional.

Existe alguma dica para quem vai realizar esse tratamento?

A dica é procurar um especialista na área de ortodontia ou cirurgia bucomaxilofacial, para investigar a necessidade do tratamento, ter esclarecimento sobre vantagens, riscos e resultados a longo prazo, assim como, saber o quanto o paciente deseja sua correção.

O procedimento traz benefícios para a saúde ou só estética?

O caráter da cirurgia é sempre funcional. A estética é um presente do resultado alcançado, visto a harmonia facial alcançada, através do correto posicionamento das estruturas ósseas, que normaliza os padrões funcionais de respiração e mastigação.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ação social alerta para o Dia Mundial de Combate ao Estresse

Publicado

em

Dia 23 de setembro é dedicado ao Dia Mundial de Combate ao Estresse. A data visa chamar a atenção para os efeitos da doença, que atinge 90% da população mundial, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para contribuir com o alerta, o médico especialista em acupuntura e anestesiologia com formação em Clínica da Dor e presidente do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura – Seção Bahia, Dr. Walter Viterbo, irá promover atividades como massoterapia, aferição de pressão arterial, distribuição de panfletos informativos, além de esclarecer dúvidas sobre métodos que podem ser adotados para evitar o acúmulo de estresse no dia a dia, de forma totalmente gratuita à população.

A ação social ocorrerá em locais próximos às Clínicas Viterbo, conforme segue: Comércio (em frente ao Ed. Nelson de Farias), das 6h30 às 9h; Boulevard Side (lobby do prédio), das 8h às 16h; Itaigara (auditório do Ed. Empresarial Torre do Parque), das 12h às 17h e Hangar (praça de alimentação do complexo), das 11h às 14h.

O médico explica que é possível associar longevidade com qualidade de vida, e muitos são os fatores que contribuem para isso, entre eles a diminuição do estresse, buscando o equilíbrio entre o corpo e a mente.

“Tentar dormir mais cedo para aumentar a qualidade e quantidade do sono e acordar mais descansado permite aumentar o pavio, ou seja, não reagir aos problemas do trânsito, da falta de educação e outros fatores que nos convidam o tempo todo ao atrito”.

A palavra “estresse” tem origem na palavra inglesa “stress”, que significa “pressão”, “tensão” ou “insistência”. É uma reação do organismo a componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância.

Para o especialista, o fator “estresse” pode ser dividido entre bom, cientificamente chamado de eustresse, e mau conhecido como distresse. O estresse pode ser bom quando ele é impulsionador. O grande problema do eustresse é quando ele se torna constante, tendo seu tempo de exposição prolongado.

O corpo não aguenta viver tanto tempo com a adrenalina em alta, então aparecem os sintomas que caracterizam o indivíduo estressado: fala rápida, geralmente alta e a paciência é curta ou nenhuma. Entra-se num perigoso ciclo de sono e vigília onde um retroalimenta o outro, dormindo mal, acordando mais cansado e ficando mais irritado pela carência do sono.

Continue Lendo

Saúde

Exercícios durante a gestação traz benefícios para mãe e para o bebê

Publicado

em

Ver as futuras mães se exercitando até o estágio final da gestação já foi motivo de tabu, pois muita gente acreditava que a prática de exercícios traria riscos para o bebê. No entanto, pesquisas científicas recentes mostram exatamente o contrário.

De acordo com um estudo publicado no periódico Medicine & Science in Sports & Exercise, os treinos físicos nesse período, além de ajudar a controlar o peso, evitam doenças cardiovasculares e diabetes gestacional na mãe.

Além disso, aumentam as chances de a criança ser mais adepta a uma vida ativa. “A prática de exercícios específicos, quando bem orientados, pode ser ainda grande aliada no alívio de desconfortos ocasionados pelas alterações anatômicas e fisiológicas no corpo da mulher“, conta o coordenador geral da Rede Alpha Fitness, Guilherme Reis.

Os cientistas responsáveis pela pesquisa indicam que, o fato da atividade física ser uma das principais armas na prevenção da obesidade infantil, adotar uma rotina de exercícios no período gestacional reduziria o risco do bebê desenvolver a doença no futuro. Os resultados sugerem também melhora no desenvolvimento neuromotor da criança um mês após o nascimento.

“A dedicação aos treinos durante a gestação é bastante comum entre mulheres que já mantinham uma rotina antes da gravidez, mas, cada vez mais, é uma recomendação dos próprios profissionais. São poucos os casos em que existem contra indicações”, ressalta o coordenador da Alpha Fitness.

“A prática de atividades aeróbicas, como caminhada e modalidades aquáticas, são as mais recomendadas, por oferecerem menor impacto. A musculação, que auxilia no fortalecimento, também é sugerida; assim como o pilates, que pode ser realizado até por quem nunca fez. Os exercícios podem variar de mulher para mulher, por isso é importante haver acompanhamento e orientação profissional antes de iniciar qualquer atividade”, completa.

Continue Lendo

Saúde

Irmãos Irineu promovem Meditação Tântrica na Barra

Publicado

em

A imagem que vem à cabeça quando se fala em meditação não é basicamente um ambiente silencioso, pessoas sentadas e com olhos fechados respirando com foco no aqui e agora, não é mesmo?

No entanto, esse universo apresenta diversos caminhos e entre eles está a meditação tântrica, que associa movimentos e sons às técnicas de respiração. Para quem deseja viver essa experiência, os Irmãos Irineu, May e Rajan, promovem um encontro na próxima segunda-feira, dia 23, a partir das 19h30, no SPA Holístico Urbano Natturallis, localizado na Barra.

“Trata-se de uma excelente ferramenta para quem busca o autoconhecimento. A meditação ativa, assim como a “convencional”, trabalha muito a respiração promovendo equilíbrio e bem-estar, por exemplo, sendo que a principais diferenças são a movimentação do corpo e a presença de sons”, pontua May Irineu.

Para participar é necessário investir R$ 30,00 e os interessados em saber mais informações podem entrar em contato através dos telefones (11) 97771-0606/(71) 99673-3538 (ambos WhastApp) e dos e-mails rajantantra@gmail.com e mayirineu@gmail.com.

Continue Lendo

Mais lidas