Conecte com a gente

Exposição

Exposição de Frida Kahlo é prolongada até o fim de agosto

Publicado

em

A exposição FRIDA 112, promovida pelo ME Ateliê da Fotografia, teve seu período de exposição estendido até o próximo dia 31 de agosto.

Ocupando quatro ambientes do ateliê, a exposição conta com fotografias do curador e administrador e artista plástico Mario Edson, além de pinturas, cerâmicas, grafites e esculturas de 19 artistas participantes. Todas as formas de arte presente se unificam para apresentar as mais variadas percepções de Frida, como comemoração ao primeiro aniversário do ME Ateliê.

Entre as novas atividades da exposição, estão mostras que mesclam a homenagem à Frida com a comemoração do Dia Internacional da Fotografia, (19/8).

Como uns dos destaques da comemoração, acontece no próximo dia 17, às 19h30, a vernissage e coquetel de abertura da mostra Uma Foto Para Frida, com participação de Augusto Araujo, Andre Fernandes, Damião Paz, Juray Castro, Leila Chandani, Manuel Chagas, Mário Edson, Quésia Brito, Sonia Chaves e Will Recarey e Cristina Cenciarelli.

Nascida em Roma, na Itália, Cristina é uma das bem vindas adições ao projeto. Erradicada na Bahia, a fotógrafa lançou, na 3ª edição do Flipelô, o livro “Boipeba – Lugar Sem Tempo”, com dezenas de fotos da ilha. Agora, ela se alia à equipe do Ateliê para trazer outras obras à mostra.

Mas não é só a mostra que anima a noite do dia 17. No mesmo turno, o Ateliê é agraciado com a performance cênica FRIDA E EU, da atriz Iêda Dias. Apresentado desde 2017, o espetáculo já foi encenado no Teatro Gamboa Nova e no Palacete das Artes, e traz uma visão poética e intensa da vida da artista.

Após uma noite agitada, a programação continua no dia 18, com a caminhada De Antônio a Antônio. Uma jornada fotográfica saindo da Igreja Santo Antônio da Barra, e indo até a Igreja Santo Antônio Além do Carmo. A saída busca promover a interação e socialização entre diferente fotógrafos, possibilitando o início de parcerias e um projeto com participação de todos, desde a concepção ao planejamento e abertura de uma exposição.

No dia 23, às 19h30, rola um bate papo gratuito sobre Frida e sua obra, com a presença de Patrícia Atahides, coordenadora dos departamentos de línguas estrangeiras eletivas e projeto social do Colégio Anglo Brasileiro. Já no dia 31, no mesmo horário, o projeto FRIDA 112 é finalizado com uma roda de Conversa com avaliação de encerramento.

O ME Ateliê de Fotografia está localizado na Ladeira do Boqueirão, 6, Santo Antônio Além do Carmo. Visitas podem ser feitas de sexta à domingo, das 15h às 20h – há possibilidade de visitas guiadas, individuais ou grupais, mediante agendamento prévio.

Foto: Will

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Exposição

Artista plástica Conceição Amaral encerra temporada 2019 do Circuito de Arte Perini

Publicado

em

A artista plástica baiana Conceição Amaral encerra a temporada 2019 do Circuito de Arte Perini. De forma gratuita, o público vai poder conferir e apreciar 12 quadros de autoria da pintora, feitos a óleo e acrílica. A mostra vai até 31 de janeiro de 2020 no Boulevard Perini da Graça. Nas obras, figuras humanas, formas abstratas, rostos e animais.

Dentre as obras, a artista prefere destacar a releitura do Abaporu, clássico de Tarsila do Amaral. “Trata-se de uma obra bastante exótica que procurei transformar. Depois que reproduzi na forma original, procurei modificar a base usando a técnica espatulada, dando o aspecto de pedaços de madeira”, conta.

Com a próxima participação, será a 5ª vez que Conceição Amaral vai expor no Circuito de Arte Perini. As obras da artista são caracterizadas pela abordagem dos mais diferentes movimentos artísticos. Somente neste ano, a pintora já expôs no Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

Continue Lendo

Exposição

Últimos dias para ver exposição de Genaro de Carvalho no Museu da Misericórdia

Publicado

em

O público tem até o dia 24 de novembro para visitar a exposição Genaro – Traço, Pincel e Trama, no Museu da Misericórdia. A mostra, que está em seus últimos dias, reúne 59 obras do artista plástico baiano Genaro de Carvalho (1926-1971), reconhecido pelo uso de cores fortes e contrastantes e considerado o introdutor da tapeçaria artística no Brasil.

As obras da exposição pertencem a coleções particulares de Irmãos da Santa Casa e estão sendo expostas em conjunto pela primeira vez. A exposição revela as diferentes fases do artista e integra o calendário comemorativo ao aniversário de 470 anos da Santa Casa da Bahia. A curadoria é de Simone Trindade.

Quem visitar a exposição vai viver a experiência de apreciar o desenvolvimento ao longo dos anos de Genaro de Carvalho, artista integrante da primeira geração de modernistas da Bahia, ao lado de Carlos Bastos e Mário Cravo Jr. Entre as obras em cartaz, estão pinturas, desenhos e tapeçarias que retratam os temas recorrentes do artista, como a fauna e a flora nacionais, além de marinhas, casarios e as mulheres brasileiras.

Serviço
O que: exposição Genaro – Traço, Pincel e Trama
Quando: até 24 de novembro. De terça-feira a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, aos sábados, das 9h às 17h, e domingos e feriados, das 12h às 17h
Onde: Museu da Misericórdia – Rua da Misericórdia, 6, Centro Histórico.
Quanto: R$10 (inteira) e R$5 (meia)

Continue Lendo

Exposição

Hiper-Realismo de Giovani Caramello entra em cartaz na Caixa Cultural Salvador

Publicado

em

A Caixa Cultural Salvador apresenta, de 20 de novembro a 26 de janeiro, a exposição inédita ‘Hiper-realismo no Brasil’, do artista Giovani Caramello. Reconhecido pela expressividade de seus trabalhos, o artista visual paulista assina, pela primeira vez na carreira, uma mostra individual institucional.

São 10 obras, entre esculturas e maquetes – em silicone, resina e terracota – que reproduzem, com impressionante precisão de detalhes, figuras humanas altamente expressivas. Com abertura no dia 19 de novembro, às 19h, a exposição terá visitação gratuita de terças-feiras a domingos, das 9h às 18h, na Caixa Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro).

Autodidata, Giovani Caramello tem 28 anos e pelo menos oito deles dedicados às esculturas. Em seu trabalho, busca traduzir questões relacionadas à efemeridade do tempo e propõe uma reflexão sobre o conceito de que tudo um dia cessa, chega ao fim. Pertencentes a coleções particulares, todas as obras expostas na Caixa Cultural serão especialmente reunidas para essa mostra, que conta com curadoria e projeto expográfico assinados por Thomaz Pacheco, da OMA Galeria, de São Bernardo do Campo (SP).

Além de primeira exposição individual da carreira do artista, essa será a primeira vez que seus trabalhos chegam ao Nordeste. “Expor fora do eixo Rio – São Paulo é o que mais me motiva nessa exposição. Minhas obras circulam por várias cidades, mas em coleções privadas, por isso não ficam acessíveis ao público em geral, e pra mim também será novidade vê-las todas reunidas e disponíveis”, destaca Caramello.

Entre os trabalhos expostos, destaque para a obra ‘Nikutai’, com impressionantes 2,5 metros de altura, e ‘Sozinho’, primeira escultura da carreira do artista, uma criança franzina de expressão triste, com sardas e olhos verdes, que veste uma capa do Batman. “O visitante vai poder, além de se impressionar com o realismo das esculturas, perceber a poética do artista. O trabalho de Giovani tem uma poética bastante literal para o público. As pessoas conseguem perceber o que cada obra está sentindo e sentir junto com elas, é muito bonito ver a reação e os testemunhos das pessoas diante das esculturas”, ressalta o curador Thomaz Pacheco. Em uma das salas, o público poderá acompanhar um pouco do processo criativo do artista por meio de maquetes ainda em plastilina, espécie de massa de modelar utilizada em seus esboços.

Continue Lendo

Mais lidas