Conecte com a gente

Viagem

Ilha da Madeira também conquista os visitantes seniores

Publicado

em

A Ilha da Madeira é um destino encantador localizado em meio ao Oceano Atlântico. Parte de Portugal, este território conquista turistas do mundo todo com suas belezas naturais, que vão de praias de água cristalina a uma floresta subtropical, hotéis de primeira linha e uma gastronomia deliciosa.

Eleito “Melhor Destino Insular do Mundo” pelos World Travel Awards no ano passado e este ano como “Melhor Destino Insular da Europa”, o arquipélago tem ofertas turísticas numerosas e variadas, e isso inclui atividades para os viajantes da melhor idade, que costumam ser mais exigentes.

Para quem gosta de mar, a Madeira é um verdadeiro paraíso. Os passeios de barco nos arredores da ilha estão entre os passatempos dos turistas, não só pela maravilhosa sensação de navegar e a vista dos cenários inesquecíveis da ilha, mas também pela possibilidade de ver de perto golfinhos e baleias nadando livres em seu habitat natural.

Mercado dos Lavradores

Outro tour popular é aquele que vai até as Desertas – um conjunto de ilhas que faz parte do arquipélago. Elas são parte de uma reserva natural e, embora não sejam habitadas, é permitido ir até lá de barco e explorar uma magnífica baía de águas transparentes, onde se pode relaxar, fazer snorkeling e nadar. As Desertas são um dos últimos lares no mundo todo de lobos-marinhos, espécie ameaçada de extinção, e com sorte é possível ver alguns deles de perto.

E, se a pedida for aproveitar as praias ou balneários, a Madeira tem muitas opções. As melhores estão na ilha de Porto Santo, que tem mais de nove quilômetros de areias douradas com propriedades terapêuticas comprovadas. É possível chegar em Porto Santo de ferry, e a ilha possui diversos hotéis e resorts excelentes para quem quiser passar uma semana curtindo o sol e o mar.

Em terra, muitas outras atrações encantam os visitantes mais velhos. O centro histórico de Funchal, capital do destino, é uma delas. Caminhar pelas ruas da cidade é praticamente viajar no tempo, explorando 500 anos de história por meio de charmosas construções.

Zona Velha da cidade

É lá que está um importante ponto turístico: o Mercado dos Lavradores, um edifício dos anos 1940 que reúne diversos produtos naturais da Madeira, como frutas e flores. Mesmo os viajantes mais experientes encontram algum aroma inusitado ou um sabor nunca provado antes.

As flores madeirenses são famosas em todo o mundo, já que a ilha possui um microclima característico que permite cultivar plantas de diversos países. Por isso, os jardins da ilha são absolutamente deslumbrantes, com muitas cores e espécies para apreciar.

Entre os mais populares estão o Jardim Botânico da Madeira, os Jardins do Palheiro, o Parque Nacional de Queimadas, os Jardins Quinta da Boa Vista e o Jardim Tropical Monte Palace. Para chegar ao último, uma das opções é tomar um teleférico que garante uma vista estupenda da ilha.

Jardim Botânico

Os turistas mais ativos também podem conferir a natureza madeirense de perto em seu ambiente original por meio de tours de jipe ou caminhadas ao longo das levadas, canais centenários construídos para levar água do norte de seu território para o sul, que atravessam alguns dos mais belos cenários da ilha.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Viagem

Chega em Bariloche o La Carta, o maior evento gastronômico da Patagônia

Publicado

em

De 7 a 14 de outubro, acontece em Bariloche o maior evento gastronômico da Patagônia. Batizado de “Bariloche A La Carta”, o evento propõe aos visitantes conhecerem a cidade através da sua alta gastronomia, combinando as paisagens únicas com os sabores da Patagônia Argentina.

Durante uma semana a organização oferece promoções para os hotéis que aderem ao programa 3X2, o Circuito Gastronômico que conta com 20% de desconto em todos os restaurantes parceiros. Participam do evento cerca de 60 expositores, 80 estabelecimentos, 16 hotéis e 320 pratos assinados por chefs locais e renomados.

A feira gastronômica Bariloche A La Carta tem um espaço com 2.500 m2 com os melhores produtos da Patagônia Argentina. São vinhos, cervejas artesanais, produtos únicos da região e produtores do Vale do Rio Negro.

As pop ups trazem cenas exclusivas onde os chefs mais importantes da Argentina cozinham com os chefs locais, harmonizando menus com os melhores produtos da Patagônia.

Durante a semana acontece o “Os Cordeiros de BALC”, um dia especial onde os visitantes podem experimentar requintados pratos de cordeiro da Patagônia. Além disso, oferece degustações gratuítas de cervejas artesanais, vinhos e chás da Patagônia.

Continue Lendo

Viagem

Hotel Fasano é considerado um dos 100 lugares mais incríveis do mundo pela revista Time

Publicado

em

A revista Time colocou o Hotel Fasano, localizado em Salvador, como um dos 100 lugares mais incríveis do mundo para se conhecer. Segundo a revista, publicada nesta quinta-feira, 22, “o primeiro hotel de luxo de Salvador adiciona brilho ao Centro Histórico da cidade”.

A Time também ressaltou a piscina da cobertura, que tem vista para a Baía de Todos-os-Santos, e o restaurante que possui um bar banhado a níquel, “iluminado por equipamentos vintage”.

Segundo Malu Neves, diretora de marketing e comunicação do Grupo Fasano, Salvador possui uma das orlas marítimas mais bonitas do mundo, além de uma enorme riqueza cultura. “Desde sua idealização, o Hotel Fasano Salvador é um projeto com desejo de valorizar o Centro Histórico de Salvador e a beleza natural desta cidade, dentro de um conceito que une a expertise em gastronomia e hotelaria da marca Fasano. Estamos contentes com esse reconhecimento da mídia internacional como o primeiro Fasano do Nordeste dentre os cem lugares mais incríveis do mundo para se conhecer.”, afirmou.

Continue Lendo

Viagem

Descubra os encantos do Arquipélago das Berlengas, em Portugal

Publicado

em

A menos de 100 quilômetros de Lisboa fica um importante destino litorâneo de Portugal: Peniche. A cidade conta com inúmeras praias ótimas, que atraem não apenas banhistas que aproveitam o sol, a areia e o mar, mas principalmente surfistas, já que as ondas por ali são propícias para o esporte. Mas, a partir de Peniche, é possível chegar a um destino ainda mais incrível do país, o Arquipélago das Berlengas.

Basta um passeio de trinta minutos de barco para chegar à principal ilha, a Berlenga Grande, e a paisagem é tão deslumbrante que mal se vê o tempo passar, ainda mais quando o dia está ensolarado.

Influenciadas pelos climas Mediterrâneo e Atlântico, as Berlengas têm fauna e flora únicas no mundo, o que levou o arquipélago a ser transformado em uma Reserva Natural. Por isso, ele é um refúgio muito exclusivo e tranquilo da costa portuguesa, com um limite de visitantes diários. Além disso, as visitas são realizadas apenas entre maio e setembro, nos meses mais quentes do ano.

Embora seja a maior ilha do arquipélago, a Berlenga Grande é, na verdade, pequena, com 1.500 metros de comprimento e 800 de largura. Basicamente, é possível dar uma volta nela caminhando em cerca de uma hora. Mas há muito o que ver e fazer por lá, a começar pela praia de areia dourada, onde vale a pena passar o dia aproveitando o sol e o mar muito verde e cristalino.

A reserva é um ótimo lugar para o mergulho, já que a vida marinha é extremamente rica, com diversas espécies de peixes multicoloridos. Além disso, há vários navios naufragados nos arredores da ilha, que garantem um cenário incrível para a prática.

Outra atividade popular é a exploração das grutas que existem por lá, que são acessíveis pelo mar. A mais famosa é chamada de Furado Grande, e ela atravessa praticamente toda a ilha. A Cova do Sonho também é muito amada pelos turistas, assim como Furado Pequeno, que só pode ser visitada quando a maré está baixa.

Também é possível fazer trilhas pela ilha ou passeios de barco para observar golfinhos e baleias, que nadam livremente nesta região.

Duas construções chamam a atenção no destino. A primeira é o Forte de São João Baptista, construído para defender o território português de ataques inimigos no século 17. Sua estrutura imponente rodeada pelo mar de cor vívida é uma belíssima vista. A segunda é o Farol das Berlengas, que tem 29 metros de altura. Foi construído em 1840 e funciona até hoje, mas desde 2001 utiliza apenas energia solar.

Continue Lendo

Mais lidas