Conecte com a gente

Publicado

em

Em “Jumanji: Próxima Fase”, a turma está de volta mas o jogo mudou. Enquanto retornam à Jumanji para resgatar um de seus amigos, eles descobrem que nada é como eles esperavam que seria.

Os jogadores devem desbravar áreas desconhecidas e inexploradas, desde o árido deserto até as montanhas nevadas, para poderem escapar do jogo mais perigoso do mundo.

Jornalista que escreve sobre cultura, cinema, viagem e tecnologia no Bahia Social Vip. Contato: brunoporciuncula@gmail.com

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinema

Tom Cruise vive momentos de tensão em novo vídeo de “Top Gun: Maverick”

Publicado

em

Novas cenas de ‘Top Gun: Maverick’ foram lançadas nesta semana, durante o intervalo do Super Bowl, o evento de maior audiência da TV americana, e o vídeo deixou os fãs ainda mais curiosos para saber o rumo de Maverick. No material, Tom Cruise aparece em momentos de muita adrenalina e tensão dentro do cockpit.

Depois de mais de 30 anos servindo a marinha como um dos maiores pilotos de caça, Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise) continua na ativa, se recusando a subir de patente e deixar de fazer o que mais gosta, que é voar. Enquanto ele treina um grupo de pilotos em formação para uma missão especial que nenhum “Top Gun” em vida jamais participou, ele encontra Bradley Bradshaw (Miles Teller), que tem o apelido de “Rooster”, o filho do falecido amigo de Maverick, o oficial Nick Bradshaw (Anthony Edwards), conhecido como “Goose”.

Enfrentando um futuro incerto e lidando com fantasmas de seu passado, Maverick confronta seus medos mais profundos em uma missão que exige sacrifícios extremos daqueles que serão escolhidos para executá-la.

Continue Lendo

Cinema

“Espiral – O Legado de Jogos Mortais” ganha trailer

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 5 de fevereiro, a Lionsgate promoveu o lançamento mundial do primeiro teaser de “Espiral – O Legado de Jogos Mortais” (Spiral: From the Book of Saw), com estreia nos cinemas brasileiros prevista para o primeiro semestre de 2020 e distribuição Paris Filmes. Para conferir o vídeo com legendas em português, acesse: https://youtu.be/bCovmpxVpuA.

Criada em 2004, a franquia ganha reboot e volta às telonas após hiato de 2 anos, quando aconteceu o último lançamento: “Jogos Mortais: Jigsaw”. Dirigido por Darren Lynn Bousman, que já esteve à frente de “Jogos Mortais 2, 3 e 4”, “Espiral – O Legado de Jogos Mortais” apresenta em sua trama um novo e sádico mentor que desencadeia uma forma distorcida de justiça.

Com roteiro de Josh Stolberg e Pete Goldfinger, um novo e aterrorizante capítulo do universo dos Jogos Mortais reunirá um elenco de peso, que inclui Samuel L. Jackson como um respeitado veterano da polícia, Chris Rock como o impetuoso detetive Ezekiel “Zeke” Banks e Max Minghella, intérprete de um novato na polícia. Além de atuar, Chris Rock também assina a produção executiva do longa.

Iniciado com uma tomada panorâmica da cidade, ao som de “A Lot” do rapper 21 Savage,  o trailer recém-revelado expõe a parceria de Banks e sua dupla durante uma ronda, quando são acionados para atender uma ocorrência. Durante a investigação, é sinalizada uma perseguição a policiais e a icônica marca em espiral se destaca nas cenas do crime. Na pele do veterano da polícia, Samuel L. Jackson encerra o teaser incitando os jogos. “Você quer jogar, desgraçado?”. E uma sequência de armadilhas com instrumentos de tortura finalizam o teaser.

Continue Lendo

Cinema

Crítica: “Judy – Muito Além do Arco-íris”

Publicado

em

Mais conhecida pelo grande público por ter interpretado Dorothy, em “O Mágico de Oz”, Judy Garland foi uma estrela no seu tempo, tendo iniciado sua carreira ainda criança, até encerrá-la nos palcos musicais de Londres, já como cantora. Essa fase final de sua vida é o fio condutor de “Judy – Muito Além do Arco-íris”, que chega aos cinemas.

O longa funciona apenas por conta da interpretação de Renée Zellweger, que já venceu o Globo de Ouro pelo filme e concorre ao Oscar, sendo amplamente favorita para levar a estatueta. A atriz se entrega em sua performance e inclusive canta as músicas do longa. Toda a fragilidade da atriz/cantora é incorporada nos gestos e diálogos de Renée.

O roteiro, escrito por Tom Edge e baseado no musical da Broadway “Judy – O Fim do Arco-íris”, peca por não nos mostrar mais do que o sofrimento de Judy. Ele alterna entre a infância dura e nada glamourosa de uma estrela, em que ela não podia comer nada e tomava remédios para se manter acordada, tudo a mando de Louis B. Mayer, dono da Metro-Goldwin-Mayer. E o fim da vida, em que, sem dinheiro e esnobada nos Estados Unidos, se muda para Londres para fazer um show musical.

A questão é que o filme não responde a muitos porquês: por que a filha Liza Minely nunca a ajudou – pelo menos é o que mostra o filme, que a irritou? Por que ela perdeu todo o dinheiro? O filme se concentra em mostrar o sofrimento infantil e já adulta, tornando Judy uma personagem sem tanta dimensão. Surge até um casamento, mas que acaba de forma abrupta e mal trabalhada no longa.

“Judy – Muito Além do Arco-íris” perdeu a chance de apresentar outras faces de Judy Garland, o que prejudica muito sua execução.

Continue Lendo

Mais lidas